quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Fortaleza com criança


Bom fiquei devendo para uma amiga minha, algumas dicas para melhor curtir a capital do Ceará, juntamente com o seu marido e uma criança.
Em primeiro lugar, buscar um hotel com uma boa infra-estrutura de piscina e recreação, já resolve parte das horas que o casal quer descansar, sem contudo forçar o filho a fazer o mesmo.
O Marina Park Hotel tem essa estrutura.
Enquanto os pais podem ficar tranquilos na área da piscina, as crianças ficam aos cuidados de bons recreadores, sob o seu rápido olhar.
O hotel também oferece boa sala de jogos, várias quadras de tênis, bosque de coqueiros com redes, entre outras coisas.
Apesar de ser considerado um cinco estrelas, as suas tarifas não são tão altas, pois a qualidade dos serviços e dos quartos caiu bastante nessa última década.
Mas, como ninguém se desloca até Fortaleza para ficar no hotel, vale a pena um passeio pela orla da cidade, principalmente no cair da tarde, onde uma feirinha é montada no calçadão da Avenida Beira Mar, com muitas barraquinhas de artesanato (algumas delas com brinquedos e outros badulaques que fascinam as crianças).
Sempre pechinchem.
É parte da cultura desse local, a tarefa de regatear o preço oferecido. Na maioria das vezes, o primeiro preço é aquele que vai ser reduzido com um simples choro.
Se não conseguir novas reduções não pense duas vezes, leve esse preço para outras barraquinhas que, talvez, você consiga outra redução.
É bom lembrar que os preços dessa feirinha são mais baixos que aqueles do Mercado Central (devido a diferença de aluguel e impostos), apesar dos produtos serem praticamente os mesmos.
À noite, também vale a pena conferir algum show de humor. Se a criança for pequena tem opções de apresentações de bonecos e palhaços. Se já for algum pré-adolescente, pode até conferir alguns espetáculos mais adultos, mas lembre-se que são expostas muitas situações picantes e palavrões (se não quer constrangimento, evite a Rossicleia, Lailtinho e a Raimundinha, que são ótimos, mas apenas para adultos).
Existem também dois trenzinhos na Beira Mar, que tem personagens de animação e só recomendo para crianças bem pequenas.
Existem também bons restaurantes nessa avenida.
Quem gosta de peixes, no final dela (no Mucuripe), existem três boas pedidas: a Peixada do Meio, o Marquinhos e o Alfredo.
Vale também conferir uma sorveteria próxima a eles que vende mais de cinquenta tipos de sorvetes, sendo a maioria deles de frutas da terra ou exóticas.
Outro centro de diversão, com shows, bares com música ao vivo, cinema, teatro, museu e planetário, é o Centro Cultural Dragão do Mar.
Com crianças, visite-o mais no final da tarde ou então marque um jantar em alguns dos seus bares, que servem desde pizzas até pratos com camarão (não seja tão exigente nesses quesitos). O ambiente do local, o seu visual que mistura o moderno com o retrô, vale a pena.
Mas, lembre-se, com o avançar da noite, passa a ser um ponto de encontro de turistas baladeiros e cearenses em busca de bons bares.
Para quem não vai a muito tempo para Fortaleza, deve ainda se lembrar do pólo de bares e restaurantes da praia de Iracema.
Hoje, ele está totalmente decadente e inseguro. Abandonado, mesmo.
Por isso, evite ir até o local à noite, principalmente na Ponte dos Ingleses, um pier que fica lindo, ao anoitecer.
Visite-a sob a luz do Sol. Com alguma sorte, será recepcionado por golfinhos, que chegam bem próximo dela, atrás de cardumes de sardinhas.
Já durante o dia, com ou sem crianças, não deixe de ir até o Beach Park, que é, para mim, um dos melhores do mundo (tem preço comparado a isso, inclusive).
Faça também um passeio de buggy, com emoção, pelas dunas do Cumbuco (experimente o esquibunda, que é muito legal). Se alugar um carro, vá também à Lagoa do Cauípe, um local pouco conhecido por turistas, mas muito frequentado por Kite-surfistas.
É lindo e muito preservado (os bugueiros também levam até lá, mediante um acréscimo no valor combinado)
Não deixe de conhecer a praia da Lagoinha, com passeio em um pau de arara até a Lagoa das Almêcegas, muito limpa e preservada.
Canoa quebrada é bem longe. Não sei se vale muito a pena, andar cerca de duas horas e meia para curti-la. Pode ser que você se arrependa em não ir, principalmente se contar isso para alguém e ouvir "você não foi para Canoa, não acredito".
Repito, apesar de lindo é cansativo e não tem uma paisagem muito diferente de outros lugares mais próximos (dunas, falésias e hippies vendendo artesanato).
Assim como ir para Jericoacoara, em uma viagem de sete dias, também não é recomendável (a não ser que você abra mão de outros lugares e fique pelo menos três dias, lá).
Um tour também interessante, bem turístico por sinal, é a visita às Falésias do Morro Branco (aquele local, onde se extraem as areias coloridas), onde se consegue um buggy, que faz um bonito passeio pela Praia das Fontes e para a Lagoa do Uruaú (onde foi filmado o primeiro No Limite, da Globo).
Não vá para Caponga. Já foi um local interessante, mas hoje está um pouco abandonado.
Se estiver cansado e quiser pegar uma praia no município de Fortaleza mesmo, eu sugiro a Praia do Futuro (a única limpa da cidade).
Mas, cuidado!!!!!
É um local perigoso, pois tem muitos assaltos e tem um mar muito agitado (é ótimo para surfe), com muitas valas e fortes correntezas. É o lugar onde mais ocorrem afogamentos em todo o Ceará.
Se for até lá, procure as barracas maiores, com mais segurança e estrutura (inclusive com piscina). Eu recomendo as seguintes: Chico do Carangueijo, Crocco Beach, Vila Galé e Atlantis (o diferencial de preços desses lugares comprova a sua qualidade).
Muito cuidado com o consumo de produtos fora das barracas, principalmente aqueles queijinhos que os menininhos oferecem na brasa e frutos do mar (camarão e ostras).
A má conservação deles pode estragar a sua viagem, com uma intoxicação que leva muitos turistas aos hospitais da cidade.
Outra dica de praia, bem interessante é a de Porto das Dunas, onde fica o Beach Park. Se não quiser entrar no parque aquático, você pode ficar na faixa da areia, com muita limpeza, total segurança e preços estratosféricos. Mas, tem mesas e cadeiras confortáveis, boa música e um serviço melhor que o da maioria dos outros lugares.
Ah, vale uma lembrança nesse item: serviços.
Lembre-se que você está no Ceará, provavelmente em uma barraca de praia, com carência de estrutura e mão de obra.
Então, NÃO SE ESTRESSE.
O suco vai demorar, a almoço tem que ser pedido com muita antecedência e muitas vezes o garçon não vai entender o seu pedido (sem falar que muitas delas só trabalham com dinheiro vivo).
Se ficar mais um pouco em Fortaleza, procure os restaurantes de um bairro chamado Varjota (que nome, hein), como o Colher de Pau, Banchá, Dallas Grill, Coco Bambu (essa pizzaria vale a pena visitar, à noite), entre outros.
Um self service bem legal também (que serve de tudo, até sushi e bons grelhados), chama-se "Novo Fogão" e fica na Aldeota, na avenida Barão de Studart com a Rua Costa Barros. Em frente a ele, encontra-se um bom rodízio de massas
Na Beira Mar também tem diversos fast foods, como MacDonald's, pizza Hut, Bobs, etc.
A cidade encanta, mas deve-se tomar cuidado com jóias, celulares e bolsas.
Tente não sair com algum desses itens (se precisar do celular, evite andar com ele na mão e mantenha a bolsa junto ao corpo).
Fortaleza é uma cidade grande e cheia de turistas com dinheiro, por isso não é nada diferente de outras cidades, como São Paulo e Guarulhos.
Nas praias, abuse do protetor solar (de preferência, um fator 30), pois a brisa dá uma falsa sensação que não estamos 'queimando", quando ficamos expostos ao Sol e, prefira sempre, as maiores barracas, que só recebem turistas (a sua estrutura é melhor e o tempero da sua comida nos é mais próximo).
Se quiser alugar carro, faça isso agora, pois na alta temporada a cidade fica com falta de veículos para aluguel (as grandes locadoras estão todas lá, como Localiza, Hertz, Avis, Unidas, algumas delas com descontos para determinados cartões e seguradoras).
Tenho um amigo, o Mello, que é proprietário de uma locadora chamada Amazônia (85-3219-0800).
Essa locadora fica na Rua Monsenhor Tabosa, outro paraíso de compras, com lojas que funcionam no período comercial e com ótimos preços (e qualidade) em roupas, biquínis e artigos de couro (sapatos e bolsas).
Bem, espero que tenha dado alguma luz para quem quer conhecer um pouquinho do Ceará, em uma semana.
Se você vai sozinho ou com outros adultos, existem muitas outras opções de diversão e lazer.
Abraços e boas viagem.

6 comentários:

  1. Adorei as dicas!!!Estou indo visitar Fortaleza em março e vou levar meu filho de um ano.

    ResponderExcluir
  2. admito que estamos um pouco esquecido,não diria abandonados.temos praias limpas e maravilhosas para banhistas.contamos também com excelentes hospedagens,otimas culinárias,pessoas humildes capazes e capacitadas para receber e tratar muito bem os turistas que vem nos visitar.

    caponga-cascavel-ce.carminha

    ResponderExcluir
  3. Oi, vc do post abaixo:
    Estou querendo ir em março tbm e com minha filha de 5 anos, vc poderia me dizer q hotel pretende ficar?
    é que tem muita opçao e não consigo decidir
    Abraços
    Fabiane

    ResponderExcluir
  4. Show de bola Evanir! Muuito mais detalhado do que eu imaginava! Ótimo seu blog! Abraço, bom fim de ano e obrigado por todas as infos! Jallas

    ResponderExcluir
  5. Vou imprimir e levar, só tive uma dúvida: as dicas ainda são atuais (2012, março) ? Obrigada,

    ResponderExcluir
  6. Anotei tudinhoo!!!! Irei com meus filhos... acho que dou conta!!! rsrsr Ficaremos no Beach Park, mas quero dar uma voltinha, tb!!! Valeu!!! bjs

    ResponderExcluir